Investimento contínuo em novos cursos e tecnologias acompanha busca crescente por qualificação no setor mecânico

Texto: Michele Stella

Para atender a uma demanda crescente por formação e qualificação profissional na área de mecânica de motos e, inclusive, para acompanhar o ritmo acelerado de desenvolvimento de novas tecnologias no mercado das duas rodas, a rede de Escolas Mestre das Motos tem uma série de ações voltada à inovação.

Em 2019, o lançamento de alguns cursos e o investimento em metodologias de treinamento – sempre de forma prática – traduzem o comprometimento da rede com as necessidades dos alunos/clientes. “Estamos sempre muito antenados com as novidades e com o que está acontecendo, principalmente, a nível tecnológico. Na capital paulista, por exemplo, os shoppings já estão investindo em vagas para carros elétricos. Daqui a pouco, esses veículos estão nas ruas e as motos elétricas, também”, exemplifica a gestora da rede de franquias Mestre das Motos, Patrícia Ferreira.

“Percebendo isso, já estamos nos antecipando e conhecendo a fundo essa tecnologia caso seja necessário oferecer treinamento de forma descomplicada para o nosso público a curto/médio prazo, de acordo com o que o mercado exigir”, complementa o gestor da rede, Fabio Luiz da Silva Costa.

Mas acompanhar tendências não basta e o casal Fábio e Patrícia, à frente da rede Mestre das Motos, sabe muito bem disso. Por isso, eles transformam estudos e projetos em ações práticas para o dia a dia da unidade franqueadora, localizada na Saúde, em São Paulo, e também das franquias em Jundiaí, Itaquaquecetuba e Santo André, no ABC paulista. Novos cursos, como de ‘Especialização em Scooter’ e ‘Como Turbinar uma Moto’, lançados neste mês de janeiro, são exemplos.

“Melhorar a performance de uma motocicleta de forma simples é o que muitos mecânicos que trabalham com preparação buscam. Então, estamos atendendo a esse público”, diz Patrícia sobre o curso turbo. “Já as Scooters têm ganhado evidência nas ruas, principalmente entre o público feminino, e temos que acompanhar essa tendência”, complementa.

De acordo com dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), o emplacamento de Scooters teve alta de quase 23% no ano passado em comparação com 2017. Isso representa em torno de 70 mil novas motocicletas do modelo circulando por várias regiões brasileiras. “O curso de ‘Especialização em Scooter’ é voltado para quem já é mecânico. O profissional irá aprender a mexer em todas as carenagens, a entender o funcionamento do câmbio CVT, vai conhecer o motor, entre outras particularidades da moto”, detalha Fábio.

Para o segundo semestre de 2019, outros cursos devem chamar a atenção do público, como o de ‘Gerenciamento de Oficina’, voltado para quem tem o sonho do próprio negócio; e o curso denominado ‘Amador’, desenvolvido para quem quer entender tudo sobre mecânica de motos, mas não pretende ter qualificação para trabalhar na área. “Esse curso atende aos motociclistas, atende bastante às necessidades das mulheres, também de quem viaja muito de moto, entre outros. Precisamos ter o que oferecer para essa clientela que é crescente”, reforça a coordenadora Patrícia.

Num futuro a curto prazo, a rede Mestre das Motos também deve comercializar ferramentas e acessórios para oficinas e, para isso, apostando em fabricação própria. “A ideia é vender dentro das nossas escolas. Teremos estoque e também faremos muitas coisas sob encomenda”, explica Fabio.

O desafio, de acordo com o casal de gestores à frente da franqueadora, é conciliar tempo para acompanhar todas as novidades e, consequentemente, colocar em prática as mais viáveis de forma acelerada. “Temos que avaliar as tendências, filtrar, pesquisar o que é, de fato, necessidade do mercado e do nosso público-alvo. O diferencial é que fazemos o que realmente gostamos, então é prazeroso”, conclui Patrícia.

Mestre das Motos nas mídias

Você pode acompanhar as novidades da rede de Escolas Mestre das Motos por meio dos mais diversos canais: