Mercado de customização é desafiador e exige atenção redobrada ao planejamento e organização da empresa

 

Texto: Michele Stella

Eduardo empreendeu apostando no nicho de mercado da customização de motos (Foto: Elton Oliveira)

 

A paixão por motos, a experiência com criação e designer e o prazer pelo trabalho manual são os ingredientes de sucesso na empreitada de Eduardo Teodoro Erler Von Erlea, 34 anos, à frente da DMotor, loja especializada em customização de motocicletas.

Inaugurado há pouco mais de um ano em região nobre da capital paulista, no Brooklin, o negócio tem despontado em ritmo acelerado de crescimento. Mas os desafios para essa conquista são diversos e diários, segundo Eduardo, que decidiu empreender no mercado das duas rodas depois de longa trajetória profissional no setor de audiovisual.

“Eu estava cansado de trabalhar sentado na frente do computador e precisava me dedicar a algo que eu realmente gosto de fazer”, desabafa, completando: “Então, pensei: o que eu preciso fazer para, de fato, mudar de área?”.

Apaixonado por motos desde a infância, sob influência do pai, a resposta foi encontrada com facilidade. Há quatro anos, um dos primeiros passos para a transformação na carreira foi efetivar a matrícula em um curso de mecânica de motos na matriz da Escola Mestre das Motos, que fica na Saúde, em São Paulo. “Meu produto seria moto, embora eu não tivesse o objetivo de atuar como mecânico. Mas eu precisava entender do funcionamento, saber montar e desmontar, conhecer cada peça e detalhe”, resume.

 

A habilidade para trabalhos manuais e o dom artístico do empreendedor foram impulsionadores naturais para o nicho de customização de motocicletas. Atualmente, Eduardo e sua equipe transformam motos em obras de arte valiosíssimas. Um projeto simples, mas de modificação completa de uma motocicleta exige investimento do cliente a partir de R$ 9 mil.

“Um dos principais desafios é o prazo de entrega, que precisa girar de 3 a 5 meses, no máximo, mas ainda não temos atingido isso”, afirma o empresário, que conta com dois funcionários e tem a ajuda do pai no negócio. “Planejamento e organização são palavras chave. Tenho me dedicado muito a isso, mas gerir a empresa é desafiador e eu sou muito detalhista nos projetos.”

Para o cliente, o atendimento diferenciado e o bom bate papo são fundamentais, de acordo com Eduardo, para que ele acredite no trabalho a ser executado pela equipe da D Motor. “Tenho tanto aquele cliente que chega com um projeto praticamente pronto e que eu tenho apenas que bater a meta de executar como aquele outro que gosta de acompanhar cada detalhe das minhas ideias e que dá liberdade de atuação”, explica.

O segmento de customização exige aprendizado constante. Por isso Eduardo e sua equipe não podem parar de investir em conhecimento, embora o tempo seja escasso. “Mão de obra qualificada é muito rara nessa área de atuação. Demorei muito para conseguir bons parceiros, para ter fornecedores de confiança também”, diz.

Cada detalhe de um projeto é feito com muito profissionalismo e dedicação

 

Projetos

Os primeiros trabalhos de Eduardo foram feito dentro da Escola Mestre das Motos, num espaço cedido pelos coordenadores Patrícia Ferreira e Fabio Luiz. “Para gente é muito gratificante acompanhar a evolução de um aluno. Quando ele ingressou no curso, estava em um segmento totalmente diferente, mas sempre teve essa facilidade com a arte”, diz Patrícia. E Fabio complementa: “Dentro da escola ele teve muitas dificuldades, mas buscou outros cursos também, teve ajuda dos nossos instrutores e isso é prazeroso mesmo de acompanhar.”

A primeira moto customizada por Eduardo foi uma Saara. Uma motocicleta do estilo trail que se transformou em cafe racer, mudança drástica.

diferentesmentes.com